Segunda-feira, 30 de Abril de 2012

Análise - Consciência individualizada…(I)

 

 
 

A certeza de que estamos a viver verdadeiramente o momento presente só poderá ser dada pela consciência individualizada…

 

 

Poderia dizer que a vida vivida no limite, facilita o aparecimento da criança que existe em nós…

Sim…claro seria mais fácil dizê-lo dessa forma…

 

Mas, em consciência, sei que seria uma criança criada pelo nosso ego…

Uma criança que age irrefletidamente…

Aquela que segue sempre em frente...sem se importar para onde vai…

Aquela que não se preocupa com quem terá de atropelar…

Segue sempre em frente mesmo que nessa direção exista um precipício…simplesmente para ir até ao fim…

 

É claro que devemos sempre ouvir a criança que há em nós…em consciência…

 

Mas, aquilo que gostaria que me entendessem era simplesmente o facto de não colocarmos simplesmente nas mãos da sorte…a nossa vida…

Ela deverá ser, para cada um de nós, demasiado importante…

Como tal, deveremos sempre “obrigar-nos” a fazer escolhas conscientes…

Essas mesmas escolhas, poderão fazer com que possamos ter a melhor decisão na vivência da nossa vida…

 

A esta escolha da melhor decisão de vivência da nossa própria vida, eu chamo de…consciência individualizada…

 

A ausência da consciência individualizada, em relação à atitude a tomar nos vários momentos, poderá prejudicar-nos consideravelmente…

 

Sem ela, poderemos ser levados a encarar a vida de uma forma…imatura…

 

Cada um…individualmente…fará as suas escolhas…

 

 

Fiquem bem…

 

 


publicado por Agora às 07:13
link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Abril de 2012

Análise - Falsas consciências…(II)

 

 

Já vimos que viver na ausência de consciência ou em falsas consciências…normalmente implica novos começos e um entusiasmo desmedido em relação à vida…

 

Rapidamente percebemos que viver desta forma, fará com que tenhamos uma sede desmedida de respostas imediatas…

 

Nesta fase, a nossa mente apresenta-nos um caminho de uma só via...escondendo todas as outras...

Cria-nos a ilusão de que só temos esse caminho...

Então, conscientes de que estamos a tomar a melhor atitude, aceitamos essa mesma criação como sendo mesmo necessária...a única saída...

 

Entrando por esse caminho, rapidamente aceitaremos a mente como nossa condutora...

Imediatamente aparece bailando nos nossos cérebros a necessidade de respostas...

A inexistência delas fará com que as criemos exigindo assim o seu aparecimento…

Só o aparecimento da nossa mente para colmatar a falta de respostas em tempo real…

Ela, ardilosamente criará a ilusão de que qualquer resposta obtida é verdadeira…

 

Assim sendo, a “veracidade” da resposta obtida, faz com que acreditemos que aquele tipo de vivência…é mesmo o melhor para nós…

Esta tomada de “falsa consciência”, fará com que sejam criados ”falsos caminhos”…

 

Sabemos que as verdadeiras respostas só aparecem depois de vivenciados os momentos necessários para o seu aparecimento…

 

A descoberta de que estamos caminhando num…”falso caminho”…só poderá ser obtida se conseguirmos viver o momento presente…

 

Assim, em vez de avançarmos impulsivamente rumo ao desconhecido, devemos ponderar os passos que damos…

Parar uns breves momentos…para podemos sentir os vários caminhos…

As escolhas deverão ser sempre feitas de forma unicamente por nós próprios…

Depois de aceite a decisão…aí sim…seguir mesmo em frente…sem olhar para trás…

 

A certeza de que estamos a viver verdadeiramente o momento presente só poderá ser dada pela consciência individualizada…

 

 

É dessa mesma consciência individualizada que tentarei “falar” no próximo "post"…

 

 

Até lá…tudo de bom…

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 08:31
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Abril de 2012

Análise - Falsas consciências…(I)

 

 

 

Durante a passagem pelo plano que temos estado a tratar…o material… a má escolha da melhor atitude ou mesmo a ausência dela, fará com que tomemos…outros caminhos…

 

A falta de regras poderá fazer com que a nossa forma de encarar os momentos difíceis, seja feito da forma mais facilitada…

A primeira coisa que a nossa mente nos oferece é a criação de ilusões…

Essa “oferta” pode ser-nos dada de variadíssimas formas…

Como exemplos, destaco a criação de ilusões de forma leviana…bem como aquela que nos é apresentada de forma bem…ingénua…

Mas, não nos podemos esquecer que também corremos o risco de aceitar que nos sejam incutidas certas ilusões de forma a “obrigarmo-nos” a agarrar toda e qualquer oportunidade…seja ela qual for…e da forma que for…

 

Viver desta forma, poderá fazer com que “embarquemos” nas aventuras…à medida que elas vão surgindo…sem pararmos para ponderar se devemos ou não seguir por aquela via…

 

Se por um lado a despreocupação e a espontaneidade são algo de necessário para a nossa progressão, a falta de tomada de consciência das coisas em qualquer dos momentos, poderá fazer com que nos afastemos demasiado dos objetivos que queremos alcançar…

Desta forma corremos o risco estamos nos afastando dos nossos projetos pessoais…

 

Sabemos que viver desta forma…na ausência de consciência ou em falsas consciências…normalmente implica novos começos e um entusiasmo desmedido em relação à vida…

 

Normalmente, nesta fase, a atitude que normalmente tomamos é a rejeição ao controle…ou seja, impedimo-nos fazer um compasso de espera…pois sabemos que ele nos levará a uma tomada de consciência…real…

 

Esta rejeição ao controle, fará com que aumente a necessidade de viver a vida no limite…”no fio da navalha”…

 

Existe algo que também é muito comum verificarmos…

As vivências nesse estado faz com que não consigamos dar ouvidos a nada nem a ninguém…

Podemos até admitir serem bons conselhos…mas não para nós!

 

O cumprir de promessas, é outra das coisas que passará a estar afastado do nosso dia-a-dia…

 

Aos poucos vamo-nos tornando desleixados em relação aos nossos objetivos…

 

Rapidamente estaremos completamente afastados…de nós próprios…

 

 

 

Pensem nisto…

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 07:02
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Abril de 2012

Análise - Atitude…(II)

 

 

 

Tudo tem um caminho certo, basta que consigamos munir-nos dos “olhos” para o conseguirmos ver…

 

Mas, teremos de ter certos cuidados e não correr o risco de entrarmos em excessos e julgarmo-nos acima do que realmente somos…

 

Não devemos julgar que temos as respostas para tudo…

Devemos sim lutar constantemente por encontrar sempre…a melhor resposta…

 

Apesar da necessidade em aprender a dar extrema importância às nossas intuições, não podemos cair no outro extremo e sermos demasiado egocêntricos e acharmo-nos donos da verdade…

Devemos também, continuar a aprendizagem do “saber ouvir”…

Ouvir todos aqueles que nos rodeiam…todos os que connosco se cruzem…

 

Com a aceitação da partilha dos seus conhecimentos, conseguiremos encontrar o melhor caminho…para todos…

 

Desta forma, conseguiremos sempre fazer progressos em qualquer área, por mais escuro que o futuro possa aparentar ser…

 

 

 

Gostaria de reforçar e dizer…

 

  • É importante a tomada de consciência das nossas capacidades intuitivas bem como a necessidade em acreditar na natureza instintiva dessa mesma consciência…

 

 

Assim sendo, tudo tomará um outro brilho se soubermos seguir a melhor atitude e “ir à luta”…em vez de optarmos pela passividade e achamos que tudo nos virá “cair no colo”…

 

Durante a passagem pelo plano que temos estado a tratar muitos são os fatores externos que nos afastam do nosso rumo…

A má escolha da melhor atitude ou mesmo a ausência dela, fará com que tomemos…outros caminhos…

 

 

É deles que tentarei falar no próximo "post"…

 

  

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 06:55
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Abril de 2012

Análise - Atitude…(I)

 

 

A libertação das ilusões para podermos de novo lutar pelos sonhos…depende da atitude que decidimos tomar...

 

 

Sabemos que só através de uma atitude firme…baseada na estrutura, na organização e no cumprimento de certas regras…é que conseguiremos obter os melhores resultados em todos os momentos que estivermos vivendo…no chamado “plano material”…

 

Desta forma, cada um de nós tem capacidade individual de resolver as suas dificuldades, por mais escuras que elas possam parecer…

Assim sendo, devemos assumir como caminho aquele que sentimos ser o melhor para nós…

 

Com o atingir de objetivos, daremos conta que possuímos um talento especial para obter resultados aparentemente miraculosos e que dispomos de uma capacidade enorme para alterar situações…

Situações essas, que julgávamos insolúveis…

 

Tudo tem um caminho certo, basta que consigamos munir-nos dos “olhos” para os conseguirmos ver…

 

 

  • Temos de conseguir adaptar-nos ao momento que vivemos e da forma como o vivemos…

 

  • Essa adaptação, fará com que tomemos consciência de que muita coisa pode e deve mudar…

 

  • Neste momento, poderemos ouvir várias opiniões sobre o assunto…

 

  • Nesta fase…e só nesta!…todo o conhecimento externo…é bem vindo…

 

  • Depois de compilarmos tudo que ouvimos, lemos e sentimos…é que devemos iniciar a sua análise…

 

  • Analisar, ponderar e decidir individualmente cada mudança…

 

  • O decidir individualmente deverá ser feito de forma a colocar várias possibilidades para cada situação e descobrirmos aquele que chamaremos de…caminho certo para avançar…

 

  • No momento de decidir…as decisões deverão ser…exclusivamente nossas!

 

  • Nesta fase, influências externas só nos fazem afastar do nosso próprio caminho…

 

  • Uma tomada de decisão pessoal, torna-nos mais fortes e facilita a aceitação das mudanças…

 

  • Saber aceitar essas mesmas mudanças é crescer…

 

  • Crescer é conseguirmos ver com “olhos de sentir”…qual o nosso melhor caminho…nesta passagem à qual chamamos…vida…

 

 

 

Pensem nisto…

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 09:08
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 24 de Abril de 2012

Análise – Ilusões…(II)

 

 

A libertação das ilusões por nós criadas…e de todas aquelas que nos permitimos aceitar…é sem dúvida uma das maiores guerras do ser…

 

Conseguirmos ter a consciência de que vivemos num mundo por nós criado repleto de ilusões, é sem dúvida algo que devemos ambicionar…

 

Essa simples tomada de consciência, poderá iniciar-se quando demos conta que o mundo de ilusões no qual nos obrigamos a viver, faz com que não consigamos viver e apreciar…o momento presente…

 

O simples reconhecimento da ilusão…liberta-nos dela…

Uma vez delas libertos…conseguiremos levar “o barco a bom porto”…

 

Claro…tudo isto só se conseguirá com…autodisciplina e determinação…

 

Atenção…

É preciso não confundir sonhos e ilusões…

 

A ilusão impede-nos de nos lembrarmos dos nossos verdadeiros sonhos…

 

As ilusões…afastam-nos…dos sonhos…

 

Para voltar a sonhar…é necessário que nos libertemos das ilusões…

 

 

A libertação das ilusões para podermos de novo lutar pelos sonhos…depende da atitude que decidimos tomar...

 

 

É dessa mesma atitude que tentarei “falar” no próximo "post"…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 07:22
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 23 de Abril de 2012

Análise – Ilusões…(I)

Como vos disse anteriormente, estas "Análises..." serão simples reflexões de momentos passados...

Reflexões essas que tentei fazê-las olhando-as de diferentes planos…com “vários olhos”… 

 

 

 

 

 

 

Assim sendo, olhemos então para a análise dos reflexos e tentemos olhá-los com olhos mais vocacionados para…um plano material…

 

 

  • Que atitude tomar quando nos sentimos “empurrados” para o plano material…

 

  • Qual o caminho…nesse mesmo plano… 

 

 

Esses momentos poderão ser curtos ou longos…dependendo do desenvolvimento pessoal de cada ser…

 

Não nos devemos esquecer que esses mesmos momentos, são normalmente apelidados por nós como…”momentos difíceis”…

 

Independentemente de tudo, deverão ser momentos regidos com, autoridade, liderança pessoal e principalmente com grande consciência de alma…

 

Teremos de ter “pulso firme” para conseguirmos fazer frente a essas mesmas dificuldades…

 

Todos nós sabemos que na sociedade em que vivemos, nos é incutido que o núcleo do plano material é mesmo a parte financeira…

 

É com ela que essa mesma sociedade nos controla e nos coloca as amarras com que nos prendem a esse mesmo plano…

 

Mas, todos nós possuímos a capacidade de auto-controle e não podemos permitir que a nossa vida seja simplesmente escrava desse mesmo núcleo…

 

Para tal, teremos de ter a coragem de evitar gastos desnecessários…

 

 

Sim…sei…

 

Por vezes somos demasiado teimosos e queremos ver as coisas à nossa maneira…

 

Deixamos que o nosso ego tome conta da situação e nos incuta necessidades desnecessárias…

 

Saber controlar e conseguir fazer as melhores escolhas deverá ser um dos caminhos que devemos seguir…

 

Conseguir saber ultrapassar esses mesmos momentos, da melhor forma possível…é aquilo que esperamos de nós mesmos…

 

O “aparecimento” de momentos em que nos sentimos demasiadamente envolvidos no plano material, transmite-nos uma mensagem bem clara…

 

 

  • Chegou o momento de nos libertarmos das…ilusões…

 

 

Este deverá ser o ponto crucial de viragem…

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 08:04
link do post | comentar | favorito
Domingo, 22 de Abril de 2012

Análise - Síntese…(V)

 

 

 

Existe algo que deveremos ter sempre presente em qualquer mudança pretendermos realizar…

Passos de um passado colocaram-nos nesse presente…

Mas, são os passos dados neste presente que nos indicarão os caminhos de amanhã…

Como tal deveremos ser suficientemente corajosos para seguir…aquela via…

 

Mas atenção…

Ou encontramos a coragem necessária para conseguirmos manter o nosso próprio equilíbrio ou, o Universo se encarrega de tal…

 

 

Assim sendo, tentemos utilizar estes estados para…

 

  • Iniciar novos ciclos…
  • Criar grandes renovações…
  • Aceitar fortes momentos de mudança…
  • Renascer…
  • Darmos forte atenção ao pensamento realista…
  • Sermos práticos e autossuficientes…
  • Aceitarmos…para que a motivação possa estar do nosso lado…
  • Conseguirmos virar certas situações aparentemente desastrosas…a nosso favor…
  • Elevar ao máximo a nossa capacidade de empenho em tudo o que estivermos a realizar…

 

 

Colheremos sempre…o que plantarmos…

 

 

 

Nos próximos "posts" -  “Análise…”, tentarei desenvolver melhor cada um destes pontos…

 

 

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 11:53
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Abril de 2012

Análise - Síntese…(IV)

 

 

 

 

Não nos podemos esquecer que o Universo é regido por várias forças…

 

A harmonia entre elas faz com que a ordem e o rigor controlem a vida na matéria…

 

Como tal a destabilização da energia espiritual...alterará toda esta harmonia…

   

Sabemos que teremos de tratar do plano material e do espiritual…ao mesmo nível…

 

Será a tomada desta consciência que poderá fazer com que não exista uma constante destabilização no interior do nosso ser…

 

A ausência desta tomada de atitude poderá fazer com que possamos assistir ao desmoronar dos objetivos por nós criados…

     

Assim sendo,  deixo-vos algumas atitudes que podemos tomar sempre que nos sintamos estranhos de nós mesmos…

 
  • É essencial que consigamos aceitar verdadeiramente…o nosso estado…
  • Depois, teremos de nos munir de uma forte dose de coragem…suficiente para assumir o presente…
  • O simples abrandar do ritmo que levamos…conseguindo assim “olhar” para esse mesmo presente…fará com que toda a pressão a que temos estado sujeitos…também vá parrando…
  • Desta forma, conseguimo-nos libertar de tudo o que nos impedia de conseguir…ver…
  • Agora…libertos de qualquer tipo de lamentações…podemos observar o que realmente existe nesse mesmo presente…e da forma como existe…
  • Esta tomada de consciência…fará com que consigamos mudar…simplesmente

 

 

Fiquem bem...

 

 

 

 


publicado por Agora às 07:13
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Abril de 2012

Análise - Síntese…(III)

 

 

 

Quando conseguirmos a tomada de consciência de que estamos vivendo a maior parte do nosso tempo no plano material, podemos controlar a nossa forma de estar…em cada momento…

 

A permanência constante de uma vivência quase exclusivamente no plano material, deverá ser altamente controlada e cuidada de forma a conseguirmos não nos perder de nós mesmos…

 

Entendo que a melhor forma de podemos ultrapassar este mesmo estado, é com ordem e rigor…

As introspecções…por mais curtas que possam ser…fazem com que não nos esqueçamos do caminho correcto a ser seguido bem como nos asseguram o sentido de dever e segurança nos percursos…

Relactivamente a tudo aquilo que decidirmos executar no plano material, não nos poderemos esquecer que para o conseguirmos teremos de o fazer com muita organização…

Para se conseguir ultrapassar todo e qualquer tipo de adversidades, será necessário fazermos esforços elevados para que consigamos estar presentes em cada momento para, desta forma, conseguirmos discernir qual o sentido a ser tomado na resolução do problema…de uma forma prática…

 

Assim sendo deixo-vos algumas atitudes que...no plano material...devemos tentar não esquecer de tomar…

 

  • A ordem…
  • A lei…
  • O rigor…
  • O trabalho…
  • A organização…
  • O sentido prático…
  • O esforço…
  • O dever…
  • A segurança…

 

Seguindo o mesmo princípio, existem atitudes que deveremos evitar…

  • A preguiça…
  • A incompetência…
  • A negligência…
  • A avareza…
  • A rigidez…
  • A inflexibilidade…
  • O criticismo…

 

 

Pelo facto de estarmos a dedicar grande tempo ao concreto e à matéria, poderá parecer que cada vez mais nos estaremos afastando do plano espiritual…

 

Mas…como anteriormente já referi…confrontos realizados no plano material fazem com que nos consigamos libertar das amarras a esse mesmo plano…e assim, ficarmos mais libertos para um outro plano…o espiritual…

 

 

Fiquem bem…

 

 

 


publicado por Agora às 07:14
link do post | comentar | favorito

.Mais...


. Perfil...

. Adicionar...

. 7 seguidores

.Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
21
22

23
29

30


.Momentos mensais...

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.Momentos...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Doenças degenerativas - O...

. Trocas Energéticas...(VI)

. Trocas Energéticas...(V)

. Trocas Energéticas...(IV)

. Trocas Energéticas...(III...

. Trocas Energéticas...(II)

. Trocas Energéticas...(I)

. Reencontro...

. Quarta etapa...(IV)

. Quarta etapa...(III)

. Quarta etapa...(II)

. Quarta etapa...(I)

. Terceira etapa...(VI)

. Terceira etapa...(V)

. Terceira etapa...(IV)

. Terceira etapa...(III)

. Terceira etapa...(II)

. Terceira etapa...(I)

. Segunda etapa...

. Primeira etapa...

. Preparação da caminhada.....

. Preparação da caminhada.....

. Preparação da caminhada.....

. Preparação da caminhada.....

. Propósito desta caminhada...

. Propósito desta caminhada...

. Propósito desta caminhada...

. Caminhada em busca de mim...

. Caminhada em busca de mim...

. Caminhada em busca de mim...

. Respostas - Livre Escolha...

. Respostas - Livre Escolha...

. Respostas - Livre Escolha...

. Respostas - Livre Escolha...

. Perguntas - Livre escolha...

. Análise – Resumo…(V)

. Análise – Resumo…(IV)

. Análise – Resumo…(III)

. Análise – Resumo…(II)

. Análise – Resumo…(I)

. Análise – Mudança…(V)

. Análise – Mudança…(IV)

. Análise – Mudança…(III)

. Análise – Mudança…(II)

. Análise – Mudança…(I)

. Análise – Indecisões…(II)